8 mitos que muitos empreendedores ainda acreditam

 

empreendedora negóciosA maioria dos brasileiros sonha em empreender, mas ainda não está preparada para tirar a ideia de negócio do papel. Alessandro Saade, professor do Master em Empreendedorismo e Novos Negócios da BSP – Business School São Paulo, conta que muitas pessoas têm a ilusão de que a sua ideia é exclusiva. “Alguém pode estar fazendo a mesma coisa que você em qualquer lugar do mundo. Evoluir a ideia que é o diferencial”, afirma.

João Bonomo, professor de empreendedorismo do Ibmec/MG, conta que muitos empresários preferem trabalhar sozinhos e acham que essa é a melhor maneira. Entretanto, é preciso ter uma equipe unida para que uma empresa possa crescer de maneira saudável. “Eu que tive a ideia, eu que executo e não preciso de mais nada. É muito raro alguém que consegue trabalhar sozinho assim”, completa.

Para Guilherme Junqueira, gestor de projetos da ABStartups, muitos donos de pequenas empresas ou startups acreditam que podem crescer sem planejar ou pesquisar sobre o mercado. Veja outros mitos que muitos empreendedores ainda acreditam.

1. Minha ideia de negócio não precisa de ajustes

Empreendedores que se recusam a aceitar de que sua ideia de negócio ou empresa não é perfeita precisam parar um momento e refletir. “Dificilmente o negócio vai ser o que a sua ideia foi. Para tirar a ideia do papel, o empreendedor já vai ter que adaptar e fazer concessões”, explica Saade. Receber críticas é difícil, mas determinados ajustes podem contribuir para que o negócio ou produto fique ainda melhor.

2. Vou ganhar muito dinheiro com a minha empresa

Muitos empresários têm a ilusão de que basta ter uma boa ideia de negócio para ganhar o mercado rapidamente e faturar muito. “Não é bem assim, isso é um mito. Os casos são raros”, afirma Bonomo.

Para Saade, existe ainda aquele empreendedor que acredita que todo o dinheiro do caixa da empresa é dele. “E tem a falsa sensação de que o capital é dele e pode ser usado. A questão do ganhar dinheiro é muito relativa”, diz.

3. Sou o meu próprio chefe

Ser dono de uma empresa demanda muita responsabilidade e ser chefe não é uma tarefa fácil. “Não tem que prestar conta para ninguém, mas na verdade passa a ter muitos outros chefes, por exemplo, os clientes do seu negócio”, afirma Saade. Além disso, o empreendedor passa a ser responsável pela sua equipe e por qualquer outro problema que acontecer no seu empreendimento.

4. Não tenho concorrentes

Ninguém tem o mesmo produto ou serviço que o seu? Impossível. Para Bonomo, um dos principais erros de empreendedores é o de achar que seu negócio é exclusivo e não tem concorrentes. “O que diferencia as empresas é a capacidade de execução”, resume.

5. Não posso contar minha ideia para ninguém

Muitos empreendedores gostam de guardar segredo e evitam falar sobre o seu produto ou serviço. Para Saade, quanto mais o empreendedor falar sobre a ideia, melhor ela fica. “Ela vai ser criticada e ele terá que pedir ajuda para melhorar”, ensina. Determinadas questões podem não ter passado pela mente do empresário.

6. Eu consigo fazer tudo sozinho

Comandar uma empresa sem a ajuda de um sócio é possível, mas não é fácil. “Buscar ajuda não é uma coisa ruim. O empreendedor sozinho não conseguirá ir mais rápido ou mais longe”, afirma Saade.

Para Junqueira, escolher bem os sócios também contruibui para o sucesso do negócio. “Hoje você vê várias empresas que não dão certo porque escolhem mal o sócio. Família e amigos nem sempre devem ser a primeira opção”, explica.

7. Conheço muito bem o mercado

Consumir um produto ou ser cliente de um serviço não significa que você conhece realmente bem o mercado que deseja atuar. “O mercado se transforma sempre e não é porque você tem experiência que você vai conseguir se posicionar bem”, afirma Bonomo. Por isso, a pesquisa é essencial para o planejamento e andamento de qualquer tipo de negócio.

8. Minha empresa é um sucesso porque está na mídia

O reconhecimento de uma empresa pode vir de várias maneiras e, para alguns empreendedores, a presença na mídia é uma delas. Muitas vezes, essa presença demanda investimento e não garante um aumento nas vendas, por exemplo.

Para Junqueira, donos de pequenas empresas com dificuldade de caixa não deveriam patrocinar eventos ou investir em brindes caros. “Ter uma conta azul que é sucesso e não basear em métricas da vaidade. É preciso saber o que é prioridade e não gastar com coisas que não vão ajudar o negócio”, afirma.

Fonte: Exame

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s