6 passos para as mulheres se destacarem no mundo da tecnologia

Com diversos programas de incentivo e muitas discussões sobre o tema, as mulheres têm ganhado espaço no mundo da tecnologia. Mesmo assim, o cenário atual pode parecer desanimador para muitas empreendedoras. Um estudo recente feito pela Associação de Psicologia Americana mostra que 40% das mulheres com diploma de engenharia da computação desistem da carreira ou nem chegam a exercer a profissão. Outro dado mostra que na maior parte das grandes companhias tecnológicas, o número de engenheiros ou programadores chega a ser quatro vezes maior que o de engenheiras e programadoras.

O problema foi levantado por Julie Hall, gerente de engenharia na companhia Yulex, que produz materiais de base agrícola para substituir o plástico e outros derivados do petróleo. Apesar de ter trabalhado em lugares que valorizavam a diversidade, ela diz que teve de aprender a lidar com uma série de situações em que foi discriminada por seu gênero.

empreendedora

Em sua coluna no site da revista americana Entrepreneur, ela fala sobre sua experiência em empresas onde quase todos os funcionários eram de outro gênero e enumera seis lições que aprendeu pelo caminho. São dicas valiosas para todas que desejam desbravar terrenos no mundo da tecnologia. Veja a seguir:

1. Seja forte

Apareça e mostre suas ideias. “As mulheres tendem a subestimar seu desempenho, pois isso, é preciso ter confiança. Percorra esse caminho sabendo que tudo bem estar errado ou falhar às vezes. Apenas não foque nisso”, diz Julie. Ao mesmo tempo, continua a engenheira, saiba que muitas pessoas ao seu redor irão diminuir seu trabalho, mesmo que não seja com a intenção de prejudicar. Você terá de saber e acreditar que é importante. Ou seja, ser sua própria torcida.

2. Tenha cuidado

É importante estar consciente do ambiente de trabalho em que você está. Note as qualidades e defeitos na maneira como é tratada, mas cuidado para não tirar conclusões precipitadas. Julie diz que muitas startups já perceberam que a diversidade torna um time mais criativo e com melhores e mais eficientes respostas a desafios. “Em uma estrutura dinâmica e enxuta, contudo, é difícil perceber desequilíbrios na maneira como as funcionárias são tratadas”, afirma. Segundo ela, uma das razões para isso é o fato de que as condições de trabalho numa startup são bastante diferentes das de grandes companhias. “Então, fique atento a possíveis diferenças e decida se o lugar em que está é ideal para você.”

3. Seja flexível

Flexibilidade é uma característica necessária não só para o ambiente das startups, mas para a vida no geral. É importante, contudo, conhecer seus próprios limites. “As mulheres costumam sofrer mais com isso do que os homens. Nós queremos agradar todo o mundo e abraçar muito mais do que verdadeiramente podemos aguentar para mostrar que somos competentes”, diz Julie. Ela explica que é preciso encontrar equilíbrio e saber quando é hora de ceder ou lutar pelo que você acredita. “Então, dê voz às suas sugestões e opiniões. Se receber um retorno negativo, veja se o time poderia aceitar sua sugestão por um tempo definido. Se o objetivo, contudo, não for atingido dentro desse tempo, ceda.”

4. Ouça sua voz interior

“E também confie nela”, diz Julie. As mulheres costumam ignorar instintos por sentirem medo de agir irracionalmente. Contudo, se a sua voz interna está dizendo algo, é melhor tirar um tempo para ouvir. Se qualquer coisa não soa certa, não faça. As mulheres têm bons instintos e devem usá-los.

5. Rodeie-se de uma equipe positiva

Construa dois times: um dentro do ambiente de trabalho e outro fora dele. São pessoas com quem você pode contar, que irão torcer e comemorar o seu sucesso e ainda servir de combustível para sua criatividade. Julie diz que é importante ter um grupo assim também fora do escritório. “Se cerque de pessoas positivas que irão te apoiar e, ao mesmo tempo, te manter com os pés no chão”, afirma a engenheira. O segredo é ter certeza de que você está num ambiente no qual pode ter sucesso.

6. Comece com você

Esteja ciente do seu diálogo interno. Pode ser muito fácil inadvertidamente favorecer uma opinião baseada na diferença entre homens e mulheres. Tome cuidado para não perpetuar o preconceito de gêneros internamente. As mulheres devem apoiar umas as outras no ambiente de trabalho. “Por isso, adote uma mentalidade igualitária. E lembre-se que uma maré alta levanta todos os barcos. Portanto, premie ideais campeãs e trabalhos bem feitos – sejam eles obras de um homem ou mulher”, diz Julie.

fonte: Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s