Reflexão do dia: “Como ser um empreendedor”

Iniciativa – O empreendedor não fica esperando que os outros (o governo, o empregador, o parente, o padrinho) venham resolver seus problemas. O empreendedor é uma pessoa que gosta de começar coisas novas, iniciá-las e tocá-las adiante. A iniciativa, enfim, é a capacidade daquele que, tendo um problema qualquer, age: arregaça as mangas e parte para a solução. E que ganha dinheiro com isso, porque as pessoas estão dispostas a pagar para ter seus problemas resolvidos.

Auto-confiança – O empreendedor tem auto-confiança, isto é, acredita em si mesmo, acredita que pode melhorar o mundo e que vale a pena fazer isso. Se não acreditasse, seria difícil para ele tomar a iniciativa. A crença em si mesmo faz o indivíduo arriscar mais, ousar, oferecer-se para realizar tarefas desafiadoras, enfim, torna-o mais empreendedor e realizador.

Aceitação do risco – O empreendedor aceita riscos, ainda que muitas vezes seja cauteloso e precavido contra o risco. A verdade é que o empreendedor sabe que não existe sucesso sem alguma dose de risco, por esse motivo ele o aceita em alguma medida, sempre com prudência, para não por tudo a perder.

Sem temor do fracasso e da rejeição – O empreendedor fará tudo o que for necessário para não fracassar, mas não é atormentado pelo medo paralisante do fracasso. Pessoas com grande amor-próprio e medo do fracasso preferem não tentar correr o risco de acertar, ficando, então, paralisadas. O empreendedor acredita que, com esforço e planejamento, conseguirá reduzir as incertezas e aumentar em muito as chances de se alcançar o êxito.

Decisão e responsabilidade – O empreendedor não fica esperando que os outros decidam por ele. O empreendedor toma decisões e aceita as responsabilidades que optar por seus sonhos e ideais lhe acarretam.

Energia – É necessária uma dose de energia para se lançar em novas realizações, que usualmente exigem intensos esforços iniciais. O empreendedor dispõe dessa reserva de energia, vinda provavelmente de seu entusiasmo, motivação e certeza de que a vida vale a pena.

Auto-motivação e entusiasmo – O empreendedor é capaz de uma auto-motivação relacionada com desafios e tarefas em que acredita. Além de prêmios e compensação financeira, ele se entusiasma com a ideia de fazer algo legal, que faça bem para as pessoas. Como conseqüência de sua motivação, o empreendedor possui um grande entusiasmo por suas idéias e projetos.

Controle – O empreendedor acredita que sua realização depende de si mesmo e não de forças externas sobre as quais não tem controle. Ele se vê capaz de controlar a si mesmo e de influenciar o meio de tal modo que possa atingir seus objetivos. Ele sabe que há uma extensão da vida que não pode controlar, mas que há outra que ele pode. Ele se concentra em controlar o que pode ser controlado.

Voltado para equipe – O empreendedor em geral não é somente um fazedor, no sentido braçal da palavra. Ele delega tarefas, acredita nos outros, forma equipes, torce para que seus membros prosperem, e obtém resultados por meio disso.

Otimismo – O empreendedor é otimista, o que não quer dizer sonhador ou iludido. Acredita nas possibilidades que o mundo oferece, acredita na possibilidade de solução dos problemas, acredita no potencial de desenvolvimento e crescimento das pessoas e da sociedade.

Persistência – O empreendedor, por estar motivado, convicto, entusiasmado e crente nas possibilidades, é capaz de persistir até que as coisas comecem a funcionar adequadamente.

Fonte: Ronaud Pereira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s