Empreendedorismo, a bola da vez

Se você ainda tem medo de empreender, agora é a hora de entrar pro jogo!

A verdade é que se estiver esperando o momento certo, ele nunca vai acontecer.  Então tire o sonho do negócio próprio do papel hoje mesmo!

inovacao

Abaixo um artigo que achei interessante ser compartilhado sobre as oportunidades do empreendedorismo no presente.

ARTIGO 05/04/2016

A pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2015, divulgada neste ano, mostra que, cada vez mais, o brasileiro vê no empreendedorismo uma oportunidade para a melhoria de vida. Ano passado, a taxa de empreendedorismo no País foi de 39%; o maior índice dos últimos 14 anos; quase o dobro do registrado em 2002, quando a taxa era de 20,9%; 52 milhões de brasileiros com idade entre 18 e 64 anos estavam envolvidos na criação ou manutenção de algum negócio, na condição de empreendedor em estágio inicial ou estabelecido. Isso significa que, em cada 10 brasileiros adultos, quatro se encontram nessa situação.

Foram fundamentais para o avanço do empreendedorismo na última década: a melhoria do ambiente legal, com a aprovação e atualização de leis importantes de estímulo ao empreendedorismo, como a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa; a criação do Microempreendedor Individual, que possibilitou que milhões de brasileiros, com faturamento de até R$ 60 mil por ano, pudessem se formalizar. A medida permitiu que estes empreendedores tivessem acesso, dentre outros benefícios, a cobertura previdenciária, menor carga tributária, facilidade e agilidade no processo de formalização.

Sublinhe-se o esforço do Sebrae no apoio à implantação, manutenção e crescimento dos pequenos negócios em todo o País. A instituição dedica-se a capacitar os empreendedores para lidar com os desafios e oportunidades inerentes ao processo de gestão de uma empresa. Além disso, apoia-os no acesso a novos mercados e a implantar soluções de inovação em seus negócios, entre outras atividades.

Todos estes esforços têm contribuído para que o Brasil possua, hoje, 15 milhões de pequenos negócios, que correspondem a 93,5% do total de empresas formalizadas no País, dos quais 5,8 milhões são microempreendedores Individuais. No Ceará, existem mais de 461 mil pequenos negócios, que respondem por 95% do total de empresas do Estado.

Joaquim Cartaxo

cartaxojoaquim@bol.com.br

Arquiteto urbanista; superin-tendente do Sebrae/CE

Fonte: Jornal de Hoje

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s